Selecciona o teu tema de fundo: Selecciona o teu tema de fundo: Regista-te para guardares a tua escolha Fechar
Página inicial Apoio Loja Donativos
Inscreve-te ou regista-te na HDYO Tema de Fundo


Termos Privacidade Procurar Mapa do Site Contact Us
Loja Donativos
Huntington's Disease Youth Organization

Ter a DH na minha família irá afectar as minhas hipóteses de ser enfermeira?

A HDYO tem mais informação sobre DH disponível para jovens, pais e profissionais no nosso site:

www.hdyo.org

P. A minha mãe tem doença de Huntington, eu não quero fazer o teste, mas quero ser enfermeira, isto irá afectar as minhas hipóteses de ser enfermeira?

Sophie, 16 anos, RU

Ask a question

R. Olá Sophie,

Obrigada pelo email que enviaste à HDYO. Lamento que a tua mãe tenha a doença de Huntington. Não há problema absolutamente nenhum em não quereres ser testada e não há razão para que não continues e te formes para vir a ser enfermeira, se é isso que tu queres. Estou muito contente que tenhas levantado esta questão sobre história familiar e emprego, porque já aqui foi colocada anteriormente como uma preocupação. Apoiamos verdadeiramente as pessoas jovens para que sigam as suas ambições e para que não se sintam pressionadas por outros para serem testadas.

Em termos de início de carreira, tanto quanto sei, o exército é a única carreira no RU em que pode ser difícil entrar tendo uma história familiar de DH. No entanto, conheço alguns jovens adultos em situação de risco de DH, que estão actualmente a servir no exército. Para uma carreira como profissional de enfermagem é pouco provável que os serviços de saúde perguntem muita coisa sobre a tua história familiar, já que as questões principais estão relacionadas com o teu estado de saúde actual e com a tua adequação à função.

Isto não é muitas vezes abordado, mas as pessoas jovens em situação de risco de DH talvez possam, inclusivamente, ter mais coisas para oferecer às profissões que escolhem, por exemplo através das suas experiências de vida e da compreensão que têm acerca da forma como a doença e as dificuldades (não necessariamente relacionadas com a DH) podem afectar a família. Sophie, desejo-te tudo de bom na tua formação em enfermagem - dá-nos notícias sobre os teus progressos!

Rhonda MacLeod