Página inicial português Inscreve-te ou regista-te na HDYO Crianças Adolescentes Jovens Adultos Pais DHJ Amigos Profissionais Notícias Sobre Nós Vídeos Livros Investigação na DH Eventos Angariação de Fundos Faz uma Pergunta Expressão Criativa Apoio Local Serviço de Juventude da HDYO Ligações Contact Us Termos Privacidade Idioma Mapa do Site Donativos Loja

Como devo lidar com o facto de a minha irmã ser diagnosticada com DH?

December 21, 2013

Huntington's Disease Youth Organization

A HDYO tem mais informação sobre DH disponível para jovens, pais e profissionais no nosso site:

www.hdyo.org

Como devo lidar com o facto de a minha irmã ser diagnosticada com DH?

P. Há algumas semanas, a minha irmã (29 anos) foi diagnosticada com DH, como posso aprender a lidar com isto? Como devo comportar-me quando me encontrar com ela?

Mani, 18 anos, Alemanha

Ask a question

A. Cara Mani,

Antes de mais, lamento imenso saber do diagnóstico recente da tua irmã. Um novo diagnóstico de DH na família pode ser um momento muito perturbador e difícil. Há muitas ajudas e apoios disponíveis, não só para a tua irmã, mas também para ti e para outros membros da família. Poderás querer contactar o serviço de genética da tua zona - a seguinte ligação dá os contactos na Alemanha, mas diz-nos se precisares de ajuda para encontrar o centro mais próximo de ti. Eles poderão dar-te algum apoio e também encaminhar-te para os serviços locais, assim como fornecer informações sobre a DH. Envio-te também a ligação para a Associação Alemã de Doentes de Huntington.

A HDYO tem um fórum que algumas pessoas acham útil para saber como outros lidaram com situações semelhantes à sua. Que apoio sentes dos amigos e da família, Mani? É importante que, enquanto, naturalmente, te preocupas com a tua irmã, não negligencies as tuas próprias necessidades. Isto leva o seu tempo, Mani, e tenho a certeza que, neste momento, tudo parece um pouco estranho.

Perguntaste sobre o facto de encontrares a tua irmã pela primeira vez. Se puderes, tenta não te preocupares demasiado com a forma como te deves comportar na presença da tua irmã. Tenho a certeza que ela gostará que sejas apenas tu própria quando se encontrarem - não há uma maneira certa ou errada de te comportares. Talvez queiras dar o primeiro passo, perguntando como é que ela está a lidar com as notícias. Os teus próprios sentimentos em relação ao diagnóstico são também válidos. Quando a tua irmã e a família tiverem tempo para se adaptarem às notícias, talvez aches que o diagnóstico até pode ajudar a que as coisas avancem, por exemplo no acesso a uma clínica especializada em DH / nas oportunidades de participar em investigações, etc.

Diz-nos se te podemos dar mais apoio.

Rhona