Selecciona o teu tema de fundo: Selecciona o teu tema de fundo: Regista-te para guardares a tua escolha Fechar
Loja Donativos
Huntington's Disease Youth Organization

Estará o meu marido a desenvolver os sintomas?

A HDYO tem mais informação sobre DH disponível para jovens, pais e profissionais no nosso site:

www.hdyo.org

Q. Meu marido tem 30 anos e historico de DH na familia. Seu pai esta com a doenca em evolucao, com movimentos involuntarios fortes e em depressao…ele esta com acompanhamento de profissionais…mas a depressao esta muito intensa. Mas a duvida esta no comportamento do meu marido…ele esta mais agressivo que o habitual…qq coisa faz com que ele desenvolva discussoes homericas. Como posso diferenciar esse comportamento, ou seja, isso pode ser o inicio dos sintomas?

Ana, Jovens Adultos, Brazil

Ask a question

A. Cara Ana,

Obrigada pela sua questão e desculpe pela demora em responder. Estive de férias na América do Sul, depois do Congresso Mundial sobre Doença de Huntington que decorreu no seu magnífico país.

O seu marido tem 50% de risco de herdar o gene da DH do seu pai. Se ele herdou o gene, então ele poderá ter sintomas de DH em qualquer idade, embora a idade típica de início dos sintomas seja entre os 30 e muitos e os 50 e poucos anos.

A agressividade crescente do seu marido, mesmo por razões menores, é vista em muitas situações diferentes. Isto é, não é específica de nenhuma condição médica ou de nenhuma situação de vida. A DH pode ser uma das causas potenciais, mas há muitas outras causas (por exemplo, abuso de álcool, depressão e ansiedade não provocadas pela DH, etc.)

Por exemplo, vi recentemente um rapaz que tinha 50% de risco de DH, que era muito agressivo em relação à sua família, mas que não tinha mais nenhumas características de DH sintomática. Ele realizou o teste genético preditivo e descobriu que era geneticamente positivo, mas eu disse-lhe que não estava convencido de que ele tivesse DH sintomática. Depois disso, encontrámo-nos diversas vezes e trabalhámos alguns problemas pessoais sérios que ele tinha, não relacionados com a DH na sua família. Ele tornou-se muito menos stressado, apesar de ser geneticamente positivo. A sua agressividade passou completamente e a sua vida familiar é agora muito boa. Ele contacta-me periodicamente para conversarmos e faz exames regularmente. Mantém-se física e mentalmente bem.

Penso que o caso dele indica como é importante analisar cuidadosamente, a nível individual, as pessoas que estão em risco de DH quando começam a ter possíveis sintomas de DH. O teste genético é um teste muito importante e dramático, mas não dá nenhuma informação sobre se aquela pessoa tem ou não sintomas de DH. Isso requer um exame cuidadoso feito por um médico.

O meu conselho é o de que o seu marido iria beneficiar em ser visto por um profissional médico que compreenda a DH e que seja capaz de fazer o que, muitas vezes, é um julgamento difícil sobre se alguém na situação dele tem DH ou outro diagnóstico.

Se, infelizmente, a DH for a causa da sua agressividade, então há agora tratamentos muito eficazes para este sintoma. Isto quer dizer que ter acesso a tratamento poderá potencialmente melhorar a qualidade de vida dele e a sua,

Andrew