Página inicial português Inscreve-te ou regista-te na HDYO Crianças Adolescentes Jovens Adultos Pais DHJ Amigos Profissionais Notícias Sobre Nós Vídeos Livros Investigação na DH Angariação de Fundos Eventos Faz uma Pergunta Expressão Criativa Serviço de Juventude da HDYO Apoio Local Contact Us Ligações Termos Privacidade Idioma Mapa do Site Donativos Loja

Como posso ajudar a minha mãe na dieta alimentar e no exercício físico?

December 5, 2013

Huntington's Disease Youth Organization

A HDYO tem mais informação sobre DH disponível para jovens, pais e profissionais no nosso site:

www.hdyo.org

Como posso ajudar a minha mãe na dieta alimentar e no exercício físico?

P. Boa noite, em Julho deste ano, a minha mãe, que tem 45 anos, teve graves convulsões, tendo sido hospitalizada várias vezes. O diagnóstico foi DH, que foi confirmado com um teste genético.

Sou a filha mais velha e gostaria de obter informações sobre alimentação/dietas alimentares e tipos de exercício físico que a posso ajudar a fazer, porque o médico pensa que a doença já teve início há algum tempo e a minha mãe tem vindo a demonstrar um agravamento significativo. Ela é também muito reservada, não gosta de receber visitas nem de sair de casa, por isso tem sido difícil convencê-la a ir a um fisioterapeuta ou deixar que um profissional venha a sua casa. Gostaria de saber o que posso fazer para a ajudar a melhorar o seu bem-estar.

Grata,

Etienne, 22 anos, Brasil

Ask a question

R. Cara Etienne,

Obrigado pelo email.

Do ponto de vista da dieta alimentar, é importante tentar prevenir a perda de peso que pode acontecer em algumas pessoas com DH. Muitas pessoas com DH necessitarão de calorias adicionais, durante o dia, para manter o peso. Não existem dietas especiais que ajudem na DH, mas eu recomendaria uma dieta equilibrada. Não restrinjas certos grupos alimentares.

A maior parte das pessoas acha que algum exercício físico por dia é bom para a DH. Se for possível para a tua mãe, meia hora de qualquer tipo de exercício físico que ela consiga fazer seria óptimo. Isto depende do que ela consegue fazer.

Felicidades

Hugh Rickards