Página inicial português Inscreve-te ou regista-te na HDYO Crianças Adolescentes Jovens Adultos Pais DHJ Amigos Profissionais Notícias Sobre Nós Vídeos Livros Investigação na DH Eventos Angariação de Fundos Faz uma Pergunta Expressão Criativa Apoio Local Serviço de Juventude da HDYO Ligações Contact Us Termos Privacidade Idioma Mapa do Site Donativos Loja

O meu avô teve DH, quais são as minhas probabilidades de a ter?

August 21, 2014

Huntington's Disease Youth Organization

A HDYO tem mais informação sobre DH disponível para jovens, pais e profissionais no nosso site:

www.hdyo.org

O meu avô teve DH, quais são as minhas probabilidades de a ter?

P. O meu avô teve doença de Huntington… tive também 2 tias que faleceram com a doença… agora tenho 3 primos diagnosticados com DH. O meu pai não fez o teste e, tanto quanto posso dizer, não mostra sinais. Quais são as minhas probabilidades de ter DH?

Lisa, jovem adulta, EUA

Ask a question

R. Olá Lisa,

Obrigada pela tua questão. O teu pai nasceu com 50% de probabilidade de ter herdado do teu avô tanto a cópia normal do gene da DH, como a cópia mutada. O teu risco foi de 25% na altura em que nasceste. O risco para o teu pai e para ti é, nesta altura, ligeiramente menor (é difícil dar um número exacto) à medida que o tempo passa e ele não mostra qualquer sinal da doença. O facto das tuas tias terem, infelizmente, já falecido com DH, enquanto o teu pai aparentemente permanece bem, faz com que seja mais provável que ele tenha herdado a cópia normal do gene da DH. Não sei qual é a idade actual do teu pai ou se, por exemplo, ele é mais novo do que as tuas tias? A DH é algo sobre o qual podes falar com o teu pai? O teu pai talvez não se aperceba de que estás a pensar sobre quais são as tuas hipóteses de desenvolver a DH. Se tu ou o teu pai quiserem alguma ajuda para acederem a um centro de genética no Indiana, por favor diz-nos. Eles farão uma árvore genealógica detalhada e fornecer-te-ão mais informações sobre a DH e sobre as opções adequadas à situação da tua família em particular.

Tudo de bom,

Rhonda