Página inicial português Inscreve-te ou regista-te na HDYO Crianças Adolescentes Jovens Adultos Pais DHJ Amigos Profissionais Notícias Sobre Nós Vídeos Livros Investigação na DH Eventos Angariação de Fundos Faz uma Pergunta Expressão Criativa Serviço de Juventude da HDYO Apoio Local Contact Us Ligações Termos Privacidade Idioma Mapa do Site Donativos Loja

O que posso fazer para ajudar no Brasil?

August 21, 2014

Huntington's Disease Youth Organization

A HDYO tem mais informação sobre DH disponível para jovens, pais e profissionais no nosso site:

www.hdyo.org

O que posso fazer para ajudar no Brasil?

P. A minha mãe morreu aos 51 anos com DH. O meu avô também teve a doença, assim como o meu tio também a tem. Tenho 29 anos, casei-me há 6 meses atrás. Nunca pensei em fazer o teste genético e pretendo ficar grávida através de inseminação artificial.

No entanto, ultimamente, tenho pensado nisto todos os dias. Li o tópico sobre os sintomas e sinto-me assim todos os dias. Por vezes, finjo ser uma estátua só para ver quantos minutos consigo estar quieta. Não falo disto com toda a gente, essencialmente falo sobre isto com o meu marido, que sempre me apoiou.

Um dos meus familiares fez uma cirurgia e colocou um pacemaker para controlar os movimentos involuntários. O que sabem sobre esta cirurgia?

Viver com o conhecimento de que estou em risco de ter DH é como viver com uma arma apontada todos os dias. Gostaria de falar com pessoas que estejam a passar pelos mesmos problemas que eu. E também gostaria de dizer que estou disponível para ajudar de alguma forma.

Parabéns pelo site.

Obrigada,

Abraços,

Natalia, Jovem adulta, Brasil

R. Obrigado pela tua mensagem. É mesmo difícil sentir uma “arma apontada a nós todos os dias”. Penso que deves separar os diferentes assuntos. A primeira questão é sobre a reprodução. Existem várias opções disponíveis para pessoas que têm DH na família, mas infelizmente não sei muito sobre a disponibilidade dessas opções no Brasil. Algumas pessoas escolhem fazer o teste genético antes de ter filhos, mas isto é algo que precisa de ser falado em detalhe.

É difícil dizer por email se tens ou não sintomas, mas existem vários tratamentos que podem reduzir os movimentos causados pela DH. A cirurgia é realmente a última opção para pessoas com movimentos muito graves. A cirurgia tem o risco dos efeitos secundários e não está provado que resulte, por isso não me parece adequada a ti.

No Brasil está a ser desenvolvida investigação na DH, especialmente o estudo ENROLL-HD. Penso que é um país grande, por isso talvez seja melhor veres no site do ENROLL-HD se existe um centro próximo de onde vives.

Felicidades,

Hugh Rickards